Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Cozinha da Anita

A cozinha rápida, e saborosa...

A Cozinha da Anita

A cozinha rápida, e saborosa...

Carbonara de Noodles na Wok



Como queremos coisas simples rápidas e saborosas....
Aqui fica uma.
Usei os noodles para wok da milaneza, com um pouco de azeite numa frigideira funda colocar um pouco de azeite e uns cubos de bacon e uma lata de cogumelos deixar tostar um pouco.
Ferver a quantidade de água que indica na embalagem para o que vão utilizar, assim que o bacon estiver tostado colocar os noodles e a água.
Seguir as instruções da embalagem, assim que estiver cozinhado, acrescentar uma embalagem de Nata Carbonara da Parmalat, mexer. 
Servir de imediato polvilhado com um pouco de cebolinho das Aromáticas Vivas.

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito



Carbonara de Noodles


Desde que experimentamos esta massa que adoramos.
Apesar de não ter wok faço numa frigideira larga, desta vez dei asas á imaginação e de forma "preguiçosa" ficou divina.

Numa frigideira colocar um pouco de azeite e em seguida fritar bacon aos cubos e cogumelos.
Assim que estiverm louros colocar os noodles (coloquei a embalagem inteira somos 5) e 720 ml de água a ferver. (fiz conforme as instruções da embalagem.
Mexer, colocar uma embalagem de natas carbonara da parmalat e envolver bem.
Servir de imediato polvilhado com cebolinho das Aromáticas Vivas.

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito



Filetes de Caril

Olhem só como se faz um jantar super rápido e saboroso.
Sim sabiam concerteza que as ervas aromáticas substituem o sal, coisa que muita gente fala, pois eu ouço e... só depois de esperimentar posso acreditar piamente, foi o caso.
Nesta receita usei as ervas aromátias da Aromáticas Vivas a minha mais recente parceria, que finalmente acredito que podem substituir o sal assim como dar um sabor bem melhor à nossa refeição.
Somos esquisitos aqui em casa mas todos se renderam às ervas aromáticas frescas, e ainda não lhes disse que não coloquei sal, logo ficou mais saudável a refeição.


Vamos lá:
Ingredientes:
5 Filetes de peixe panga
1 ramo de tominho das aromáticas vivas
1 ramo de coentros das aromáticas vivas
sumo de 1/2 limão.
1 pacote de natas de caril da parmalat.
Para acompanhar fiz arroz no microondas podem ver a receita aqui.

Modo de preparação:
Colocar os filetes num prato e temperar com sumo de limão.
Numa frigideira aquecer bem, mas mesmo bem, e colocar os filetes até estes estarem dourados.
Colocar numa travessa.
Assim que acabarem de "fritar" os filetes todos coloquei o pacote de natas de caril da parmalat na frigideira e mexer com a colher de pau.
Assim que este estiver todo derretido regar os filetes com o molho.
Colocar as ervas aromáticas em cima.
Servir com arroz branco feito no microondas ou com uma salada.

OBS: As ervas aromáticas são precisas para dar um sabor mais apetitoso à refeição assim como para os filetes não ficarem "deslavados".

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito.



Meada à Parisiense



Vi esta receita no blog O Pecado da Gula fiz umas alterações pois está claro, quando não se tem todos os ingredientes dá nisto.
Ficou maravilhoso.
Ainda me aconteceu uma peripécia neste dia, por isso tive de inventar ainda mais se queria servir o jantar. Faltou o gás quando ainda estava a colocar as tiras do frango, então foi direito para o forno.


Ingredientes
  • ½ pacote de meada
  • 2 colher de sopa de manteiga
  • 200 gr. de peito de frango
  • 100 gr.  de ervilhas
  • 1 pacote de natas
  • Sal e pimenta q.b.
  • 50 gr.de cubinhos de presunto
  • 50 gr. de cogumelos laminados
  • queijo para gratinar
  • Orégãos
  • sumo de ½ limão
Modo de preparo
  • Tempere o peito com sal, pimenta e sumo de meio limão. Numa frigideira funda frite o peito de frango cortado em tiras não muito grandes e grossas. (aqui faltou o gás e coloquei tudo num pirex e coloquei no forno para acabar de fazer)
  • Assim que estiver dourado, adicione os cogumelos laminados e os cubos de presunto, deixe cozinhar em lume bem baixinho por 5 minutos mexendo de vez em quando para não queimar. (aqui coloquei tudo o que faltava junto no pirex e deixei no forno mais 15 minutos)
  • Entretanto num a  panela com água com sal, cozinhe a meada até ficar al dente, ou siga as instruções da embalagem.  (Tive sorte que a massa já estava cozida)
  • Assim que a massa estiver cozida, escorra a água e misture a meada ao preparado anterior na frigideira no pirex. Adicione o pacote das natas, envolva tudo muito bem, tempere com orégãos. (foi o meu toque especial)
Uma aventura e tanto, mas garanto que ficou maravilhoso.

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito


Doce Brilhante


Vi, no blog  Basta Cheio esta preciosidade, não resisti pela facilidade e pela delicia que salivei logo mas vi os ingredientes.

Chamo a atenção quando é para colocar o vinho do porto nos biscoitos tenham cuidado, sejam contidos, eu são poucas vezes que coloco alcool em doces mas desta vez decidi arriscar, Sai-me mal porque houve alguns biscoitos que tinham um pouco a mais, e, quando as crias foram comer disseram "Mãe só podes ter comprado as bolachas estragadas tem um sabor horroroso, a gente não gosta disso, para a próxima vê bem as bolachas se não estão estragadas".

A receita está transcrita pois não fiz alterações.

DOCE BRILHANTE

Ingredientes

150-200 gr de palitos de champanhe
1/2 cálice de vinho do porto branco
1 lata de leite condensado
1 lata (leite condensado) de leite
4 gemas
400 ml pacotes de natas (2 pacotes)
3 colheres (sopa) de açúcar em pó
Amêndoa laminada torrada (usei avelã torrada)

Preparação

Numa travessa ou prato larga de servir espalhar os palitos de champanhe até forrar completamente o fundo. Salpicar bem com o vinho do porto até os biscoitos estarem algo moles mas não demasiado. 

Aqui importa usar o vinho, maior ou menor quantidade, a gosto. Reservar.

Juntar o leite condensado, o leite e as gemas e levar a lume brando num tachinho até engrossar. 

Retirar do lume, deixar arrefecer um pouco e verter sobre os palitos. Deixar o creme arrefecer completamente.

Bater as natas bem firmes, juntar o açúcar em pó e bater mais um pouco. Colocar sobre o leite creme já completamente frio e arranjar com a superfície a gosto com uma colher.

Na hora de servir polvilhar com a avelã torrada, levar as avelãs um minutos numa frigideira e depois picar no processador.

Conservar no frio e comer bem fresco.
Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito.


Bolo Piramide


Este fantástico bolo foi uma experiência, uma aprendizagem.
Todos fazem bolos altos e também me achei capaz de tal, por isso arrisquei, mas, vim a descobrir depois de pedir várias opiniões que os bolos que fazem são tipo dois cortados ao meio que dá quatro metades, o meu como podem ver são nove "andares", foi difícil equilibrar tudo, não vou mentir, ainda para mais porque decidi colocar pedaços de ananás entre as camadas ou seja nem ai fui esperta.

Depois outra dica é que o creme deve estar sempre bem batido tido consistente, o que também não foi o caso, as natas ainda estavam liquidas e o bolo começou a ensopar, decidi muito rapidamente colocar no congelador, ( envolvi em película aderente e coloquei novamente nas formas para não perder o formato) outro erro, pois como o bolo tem fruta no interior esta assim que descongelar deita mais água e o bolo fica mais mole, coloquei imediatamente no frigorífico assim que soube para ficar um pouco mais rijo.

Depois retirei para conseguir colocar a cobertura, que, infelizmente também ficou bastante liquida, voltei a colocar no frio até servir, já não caiu mais.
Depois não aconselho tamanha altitude porque cada fatia do bolo fica enorme e quase não se consegue comer, quase eu consegui claro, tive foi que distribuir o bolo por várias pessoas para que não "enchesse" o frigorífico.
Nota final: Todos responderam que o bolo tinha um defeito - Sabia a pouco, farei outro novamente mas não vou cortar fatias tão finas nem colocar fruta no interior.

Vamos lá á receita.....



Ingredientes:

Para o pão de Ló (verde)

6 Ovos
250 Grs açúcar
250 Grs Farinha
100 ml Leite
100 ml Óleo
Extracto de baunilha
1 molhe de espinafres congelados

Separar os ovos e bater as claras em castelo e reservar.
Numa processador ou com a varinha mágica colocar os espinafres, o açúcar e as gemas e bater, ir colocando o leite, o óleo e o extracto de baunilha, e no fim a farinha.

Misturar as claras em castelo com cuidado para não ficarem sem o ar que ganharam.
Colocar numa forma (usei de 22 cm), levar ao forno cerca de 25 minutos a 180º atenção fazer o teste do palito.
Assim que estiver cozido deixar arrefecer na forma que ele sai sozinho mas tem de estar totalmente frio.

Cortar com a ajuda de um cortador para bolos da medida que desejarem, para fazer estes cortei bastante fino, tinha a altura 2 cm mais ou menos.

Reservar






















Para o pão de Ló (laranja)

6 Ovos
250 Grs açúcar
250 Grs Farinha
100 ml Leite
100 ml Óleo
Extracto de baunilha
200 ml de polpa de tomate

Separar os ovos e bater as claras em castelo e reservar.
Numa processador ou com a varinha mágica colocar o açúcar e as gemas e bater, ir colocando o leite, o óleo e o extracto de baunilha e a polpa de tomate, e no fim a farinha.

Misturar as claras em castelo com cuidado para não ficarem sem o ar que ganharam.
Colocar numa forma (usei de 22 cm), levar ao forno cerca de 25 minutos a 180º atenção fazer o teste do palito.
Assim que estiver cozido deixar arrefecer na forma que ele sai sozinho mas tem de estar totalmente frio.

Cortar com a ajuda de um cortador para bolos da medida que desejarem, para fazer estes cortei bastante fino, tinha a altura 2 cm mais ou menos.


Reservar





















Para cobertura e recheio

1 embalagem de mascarpone
2  embalagem de natas
5 C. sopa de açúcar
Ananás em pedaços

Bater muito bem as natas assim que estiverem quase em chantili acrescentar o açúcar e continuar a bater, acrescentar o mascarpone e bater até ficar bem consistente.





















Colocar uma fatia de bolo e depois o recheio e alguns pedaços de ananás (ou não) e colocar uma fatia do outro bolo em cima, até esgotar tudo.





Levar ao frio para que fique mais consistente.

Aqui ficam umas fotos do que tive de fazer..... com película aderente pois o bolo começou a cair todo.





Retirar do frio passado pelo menos 2 horas, e colocar a cobertura (acrescentar umas gotas de corante se quiserem que fique de outra cor) com a ajuda de uma espátula, (como podem ver pelas fotos a minha cobertura estava liquida)















Para decoração:
Confetis de choclate







Guardar no frio até há hora de servir e depois o que sobrar também aconselho a guardar no frio.







Espero que gostem e se inspirem, apesar destas peripécias todas o bolo ficou fantástico, super fofo e mesmo passado uns dias ninguém diria 

Bom proveito

Ananás grelhado


Vi aqui outro blog que sigo e de vez em quando "rapino" algumas ideias, já tinha visto várias vezes receitas com fruta grelhada e desta vez foi a gota de água. Experimentei e não me arrependi, foi muito fácil e não ficou mau de todo, pelo menos para mim vou repetir com certeza, já os homens acharam que sabia muito a queimado.

Usei ananás de lata. aqueci o grelhador e grelhei, acompanhei com natas doces e uns amendoins caramelizados que tinha em casa, mas acho que com gelado teria ficado bem melhor.


Espero que se inspirem.

Bom proveito

Sobremesa da Ana




Bem vi uma receita aqui, outra ali e decidi que faria parecido mas fiz alterações.

Não sei que nome lhe dar por isso ficou sobremesa da Ana.

Ficou fantástica tanto de sabor como de apresentação, foi tão rápido de fazer, a base ficou meia esfarelada e sabia mesmo a amendoim, mas foi mesmo assim que idealizei.

Ingredientes:

1 Pacote de bolachas torradas
2 C. sopa de manteiga de amêndoim (bem generosas)
75 G de margarina amolecida
300 Natas com sabor a baunilha (usei parmalat)
2 C. sopa de açúcar
1 pitada de sal
1/2 lata de leite condensado magro cozido (usei da nestlé)
3 bananas

1 forma de aro (usei da metalurgica e não foi preciso untar saiu na perfeição)

Modo de preparação:

Triturar as bolachas no processador com a manteiga de amendoim e a margarina, até formar uma especie de areia.
Colocar numa forma ou aro com ajuda de uma colher ou com os dedos calcar a mistura.
Levar ao frio enquanto prepara o resto.
Bater as natas em castelo firme e reservar.
Levar ao microondas uns segundos o leite condensado para que este fique mais maleável.
Colocar em cima das bolachas.
Descascar e cortar as bananas em rodelas e colocar em cima do leite condensado.
Colocar as natas num saco de pasteleiro com o bico da sua preferencia e colocar em cima das bananas cobrindo assim tudo.
Raspar um pouco de chocolate em cima para enfeitar ou deixar mesmo assim.
Eu retirei logo o aro depois de fazer tudo e não de desmanchou, mas se preferirem podem colocar um pouco no frio antes de retirar o aro.

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito.

Obrigado Wood Flavors  pela maravilhosa tábua que uso para apresentar as minhas delicias.






Caril de Frango




Uma delicia....

Quando fui ao concurso de Fã a Júri da Parmalat, deram-me muito miminhos, e agora estou a fazer uso deles, e não é que são mesmo bons??? Bem desta marca não podia ser diferente certo?

As novas natas de caril, surpreenderam-me pela positiva, pois não tem aquele sabor forte, e são mesmo boas, nesta receita não coloquei leite de côco (eu acho que ficava melhor, pelo menos lembrei-me mas, não tinha) mas coloquei leite normal e ficou um sabor suave na mesma, por isso fiquei surpreendida.

Vamos à receita?

Ingredientes:

1 Frango cortado em pedaços pequenos
1 Embalagem de natas de Caril da Parmalat
1 Cebola picada
2 Dentes de alho Picados
1/2 Dl Azeite
1/2 Dl água (se acharem necessário
1/2 Dl de leite normal (podem usar de côco estou cá desconfiada que ficava um pouco melhor)

Modo de preparação:

Colocar num tacho o azeite, cebola e alho e deixar alourar um pouco, em seguida colocar o frango já temperado com sal e umas gotas de limão, e deixar cozinhar cerca de 20 minutos, ir mexendo e se acharem que necessita de água....
Assim que o frango estiver cozinhado, deitar as natas de caril da Parmalat e o leite, mexer um pouco para o molho ficar cremoso.

Servir de imediato e enfeitar com uns coentros.

Espero que gostem e se inspirem.

Bom proveito.


Bacalhau c/Natas


Há muito tempo que não fazia um bacalhau com natas deste meu livrinho da vaqueiro.

O molho que se faz é uma delicia.

Ingredientes:

Bacalhau cozido desfiado
Batatas fritas aos cubos (usei das congeladas)

Para o molho:
1 C. Sopa Farinha
2 C. Sopa de margarina vaqueiro
250 ml de leite
1 C. Sopa de mostarda
1 C. Sopa de sumo de limão
Noz moscada e pimenta a gosto
1 Pacote de bechamél (usei parmalat)



Modo de preparação:

Untar um pirex com margarina, colocar o bacalhau já cozido e desfiado e livre de espinhas, fritar as batatas e colocar em cima do bacalhau.

Molho:
Num tacho colocar a margarina até derreter, depois com muito cuidado colocar a farinha até formar uma bola, ir mexendo sempre e acrescentar o leite, até ficar um creme, mexer sempre para não engrossar muito, colocar o molho bechamel, e retirar do lume.
Temperar com a mostarda, o limão e a noz moscada a gosto.
Deitar em cima das batatas e levar ao forno a gratinar.

Espero que gostem e se inspirem.

Bom Proveito